Exército Português

​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​

 

 

Observatório Astronómico do Centro de Informação Geoespacial do Exército (CIGeoE) faz 20 anos.http://www.exercito.pt/pt/informação-pública/eventos/243Observatório Astronómico do Centro de Informação Geoespacial do Exército (CIGeoE) faz 20 anos.13/07/2019 20:00:00Observatório Astronómico do Centro de Informação Geoespacial do Exército (CIGeoE) faz 20 anos.<img alt="" src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Fotos_Eventos/banner_20anos.png" style="BORDER:0px solid;" />No âmbito das comemorações o CIGeoE vai estar aberto ao público em geral na noite de 13 de julho (sábado), com uma sessão de astronomia noturna a partir das 21 horas (se as condições de visibilidade o permitirem).<p>​<img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Fotos_Eventos/banner_20anos.png" alt="" style="margin:5px;" /></p><p style="text-align:justify;">O Observatório Astronómico está equipado com um telescópio catadióptrico (Schmidt-Cassegrain) com grandes possibilidades para trabalhar em Astronomia, com a potencialidade de zoom na ordem das 950x, uma abertura de 14’’ e uma distância focal de 3,91mts. </p><p style="text-align:justify;"> O objetivo deste observatórioé seguir fenómenos astronómicos, realizar sessões públicas e privadas, apoiar institutos, universidades e outros estabelecimentos de ensino, entre outras atividades. </p><p style="text-align:justify;"> Ultimamente tem estado ao serviço da comunidade académica e científica, assim como tem apoiado entusiastas pela astronomia, designadamente através do programa ciência viva.</p><p style="text-align:justify;"> Os interessados em assistirem ao evento de 13 de julho, devem estar presentes no CIGeoE entre as 21h00 e as 21h30, sendo o ponto de contacto a Alferes Catarina Marques com o Tlm: 916 136 498.</p>

Exército Portugues
Iremos até onde a Pátria for,
e seja em paz,
ou seja em guerra,
que este clamor
vibre imortal,
de mar em mar,
de serra em serra:
Portugal! Portugal! Portugal! 

Hino do Exército, 1945,
Letra de Adolfo S. Muller
© Exército Português 2018