Exército Português

​​​​​​​​​​​​​​​

 

 

Soldados Recrutas juraram Bandeira na Escola Secundária Dr. Manuel Fernandes, em Abranteshttp://www.exercito.pt/pt/informação-pública/notícias/926Soldados Recrutas juraram Bandeira na Escola Secundária Dr. Manuel Fernandes, em Abrantes12/04/2019 17:00:00Soldados Recrutas juraram Bandeira na Escola Secundária Dr. Manuel Fernandes, em Abrantes<img alt="" src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Fotos_Noticias/2019/juramentoabrantes19_03.jpg" style="BORDER:0px solid;" />A cerimónia, cheia de simbolismo que traduz o compromisso de servir Portugal, foi testemunhada por envolvente moldura humana<p><img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Fotos_Noticias/2019/juramentoabrantes19_01.jpg" alt="" style="margin:5px;" />​<img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Fotos_Noticias/2019/juramentoabrantes19_02.jpg" alt="" style="margin:5px;" /><img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Fotos_Noticias/2019/juramentoabrantes19_03.jpg" alt="" style="margin:5px;" /><img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Fotos_Noticias/2019/juramentoabrantes19_04.jpg" alt="" style="margin:5px;" /></p><p>O 2.º Curso de Formação Geral Comum de Praças do Exército de 2019, que concluíram a Instrução Básica no Regimento de Apoio Militar de Emergência, em Abrantes, no dia 05 de abril, efetuaram o seu Juramento de Bandeira no anfiteatro, ao ar livre, da Escola Secundária Dr. Manuel Fernandes.</p><p style="text-align:justify;">Na cerimónia, presidida pelo 2.º Comandante do Comando das Forças Terrestres, Major-General Xavier de Sousa, os Soldados Recrutas, na presença de familiares e amigos, juraram, perante a Bandeira Nacional, como portugueses e como militares, estarem sempre prontos, a lutar pela liberdade e independência da Pátria, mesmo com o sacrifício da própria vida.</p><p style="text-align:justify;">O Comandante da Companhia de Formação, Capitão Nuno Ribeiro, na sua alocução usou das palavras de Fernando Pessoa para se dirigir aos soldados, dizendo: “Para vencer - material ou imaterialmente - três coisas definíveis são precisas: saber trabalhar, aproveitar oportunidades, e criar relações. O resto pertence ao elemento indefinível, mas real, a que, à falta de melhor nome, se chama sorte<em>". </em>À mensagem do poeta português, o Capitão Nuno Ribeiro acrescentou ainda que <em>“</em>os três definíveis vocês já fizeram e sorte é o que vos desejo".</p><p style="text-align:justify;">A abertura da Instituição Militar ao meio civil foi testemunhada pela moldura humana presente neste evento cheia de simbolismo, que traduz o compromisso de servir Portugal, e onde, uma vez mais, ficaram patentes os laços existentes entre os portugueses e o Exército Português.</p>

Exército Portugues
Iremos até onde a Pátria for,
e seja em paz,
ou seja em guerra,
que este clamor
vibre imortal,
de mar em mar,
de serra em serra:
Portugal! Portugal! Portugal! 

Hino do Exército, 1945,
Letra de Adolfo S. Muller
© Exército Português 2018