Exército Português

​​​​​​​​​​​​​​​

 

 

Evocação dos 25 militares falecidos no Combate ao Incêndio na Serra de Sintrahttps://www.exercito.pt/pt/informação-pública/notícias/1159Evocação dos 25 militares falecidos no Combate ao Incêndio na Serra de Sintra11/09/2019 11:00:00Evocação dos 25 militares falecidos no Combate ao Incêndio na Serra de Sintra<img alt="" src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Fotos_Noticias/2019/sintraincendioset19_03.jpg" style="BORDER:0px solid;" />Militares do antigo Regimento de Artilharia Antiaérea Fixa foram homenageados pelo trágico episódio de 1966<p>​<img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Fotos_Noticias/2019/sintraincendioset19_01.jpg" alt="" style="margin:5px;" /><img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Fotos_Noticias/2019/sintraincendioset19_02.jpg" alt="" style="margin:5px;" /><img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Fotos_Noticias/2019/sintraincendioset19_03.jpg" alt="" style="margin:5px;" /><img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Fotos_Noticias/2019/sintraincendioset19_04.jpg" alt="" style="margin:5px;" /></p><p style="text-align:justify;">​Homenagem aos 25 militares do Regimento de Artilharia Antiaérea Fixa (RAAF) que pereceram no terrível incêndio na Serra de Sintra, em 7 de setembro de 1966.</p><p style="text-align:justify;">Passados 53 anos na memória daqueles que vivenciaram o dantesco incêndio, as lembranças continuam vivas. Este ano, a cerimónia decorreu, exclusivamente, na Igreja Paroquial de Colares, uma vez que as condições meteorológicas adversas levaram a que, por razões de segurança, estivessem interditados os movimentos na Serra de Sintra, razão pela qual não foi feita a tradicional cerimónia no Pico do Monge e a romagem ao local onde foram encontrados os corpos.</p><p style="text-align:justify;">Organizada pelo Regimento de Artilharia Antiaérea 1, de Queluz, Unidade herdeira das tradições e história do RAAF, a cerimónia foi presidida pelo Diretor Honorário da Arma de Artilharia, Tenente-General Cóias Ferreira, e contou com a presença de diversas entidades autárquicas, militares, da proteção civil e dos bombeiros.</p>

Exército Portugues
Iremos até onde a Pátria for,
e seja em paz,
ou seja em guerra,
que este clamor
vibre imortal,
de mar em mar,
de serra em serra:
Portugal! Portugal! Portugal! 

Hino do Exército, 1945,
Letra de Adolfo S. Muller
© Exército Português 2018