​​​​​​​​​​​​​​​

 

 

Tomada de posse do Vice-Chefe do Estado-Maior do Exércitohttps://www.exercito.pt/pt/informação-pública/notícias/771Tomada de posse do Vice-Chefe do Estado-Maior do Exército06/12/2018 00:00:00Tomada de posse do Vice-Chefe do Estado-Maior do Exército<img alt="" src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Fotos_Noticias/2018/viceceme_01.JPG" style="BORDER:0px solid;" />O Tenente-General Rui Davide Guerra Pereira tomou posse como Vice-Chefe do Estado-Maior do Exército, em cerimónia realizada no Ministério da Defesa Nacional<p>​<img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Fotos_Noticias/2018/viceceme_01.JPG" alt="" style="margin:5px;" /><img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Fotos_Noticias/2018/viceceme_02.JPG" alt="" style="margin:5px;" /><img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Fotos_Noticias/2018/viceceme_03.JPG" alt="" style="margin:5px;" /><img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Fotos_Noticias/2018/viceceme_04.JPG" alt="" style="margin:5px;" /></p><p style="text-align:justify;">Decorreu no dia 4 de dezembro, no Ministério da Defesa Nacional, em Lisboa, o ato formal de Tomada de Posse do Vice-Chefe do Estado-Maior do Exército, Tenente-General Rui Davide Guerra Pereira, conferida pelo Ministro da Defesa Nacional, Professor Doutor João Gomes Cravinho.</p><p style="text-align:justify;">O Tenente-General Rui Davide Guerra Pereira nasceu em Lamego, tem 56 anos de idade e 38 anos de serviço. Está habilitado com os cursos curriculares de carreira, o Curso de Estado-Maior e o Curso de Promoção a Oficial General. Possui ainda, entre outros, o Curso de Operações Irregulares e o Curso de Patrulhas de Longo Raio de Ação. </p><p style="text-align:justify;">Ao longo da sua carreira, o Tenente-General Guerra Pereira prestou serviço em várias Unidades, Estabelecimentos e Órgãos do Exército e das Forças Armadas, dos quais se destacam o Gabinete do Chefe do Estado-Maior do Exército, a Brigada Mecanizada Independente (BMI) e o Gabinete do Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas (CEMGFA), onde desempenhou o cargo de Chefe de Gabinete, no período de 7 de fevereiro de 2014 a 9 de janeiro de 2017.</p><p style="text-align:justify;">No âmbito internacional, desempenhou as funções de 2º Comandante do 2º Batalhão de Infantaria Motorizado/SFOR na Missão da Força de Estabilização da NATO (SFOR), na Bósnia Herzegovina, e as funções de Adjunto do Exército e de <em>Chairman</em> do Painel e Grupo de Projeto de Forças de Operações Especiais da UE, na Missão Militar de Portugal na NATO e na UE, na Bélgica, entre 2000 e 2003. No período de 13 de janeiro a 26 de dezembro de 2017, desempenhou o cargo de <em>Deputy Commmander </em>do <em>NATO Rapid Deployable Corps </em>(NRDC), em Valência, Espanha.</p><p style="text-align:justify;">Desde 27 de dezembro de 2017, exercia as funções de Comandante das Forças Terrestres. </p><p style="text-align:justify;">Da sua folha de serviços constam dezassete louvores, dos quais quatro concedidos pelo General Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas, seis pelo General Chefe do Estado-Maior do Exército, três por outros Oficiais Generais e quatro por outras Entidades. Possui, ainda, várias condecorações, salientando-se os Graus de Comendador e de Grande Oficial da Ordem de Avis, as duas Medalhas de Ouro de Serviços Distintos, as cinco Medalhas de Prata de Serviços Distintos, as Medalhas de 1ª, 2ª e 3ª Classe de Mérito Militar, a Medalha de D. Afonso Henriques de 1ª Classe, as Medalhas de Ouro e Prata de Comportamento Exemplar, as Medalhas Comemorativas das Comissões de Serviços Especiais das Forças Armadas, e as Medalhas da NATO, do Exército Italiano e do Exército Francês relativas à SFOR, Bósnia Herzegovina.</p><p style="text-align:justify;">Os militares e os funcionários civis do Exército formulam ao seu Vice-Chefe o incondicional apoio, pessoal e institucional, para o sucesso da sua missão, na certeza de que, desta forma, continuaremos comprometidos pela garantia da qualidade e excelência do Exército de Portugal e dos portugueses, que temos a honra de servir.</p>

Exército Portugues
Iremos até onde a Pátria for,
e seja em paz,
ou seja em guerra,
que este clamor
vibre imortal,
de mar em mar,
de serra em serra:
Portugal! Portugal! Portugal! 

Hino do Exército, 1945,
Letra de Adolfo S. Muller
© Exército Português 2018