PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

  • Forças de combate ligeiras, não blindadas.
  • Vocação para operações convencionais de natureza ofensiva.
  • Elevado estado de prontidão.
  • Capacidade de projeção imediata.
  • Elevada capacidade técnica e tática.
  • Grande flexibilidade.

O QUE SÃO AS FORÇAS DE OPERAÇÕES ESPECIAIS?

As Operações Especiais são forças especialmente selecionadas, organizadas, treinadas e equipadas, que utilizam técnicas e modos de emprego não convencionais, para o cumprimento de Operações Especiais.

Esta força especial desenvolve um largo conjunto de competências que lhes permitem responder às necessidades de empenhamento operacional a nível nacional e internacional de forma eficiente e eficaz.

PROCESSO DE RECRUTAMENTO

INSTRUÇÃO - ESPECIALIDADE

PRÉ-REQUISITOS ADMISSÃO

Após a conclusão da formação militar inicial, os militares que pretendam ingressar nas Tropas Operações Especiais terão de cumprir determinados pré-requisitos, nomeadamente:

  1. Provas médicas;
  2. Provas Psicotécnicas;
  3. Provas Físicas Complementares (valores mínimos)::
    • Corrida 2500 metros em 12 minutos;
    • 32 - Extensão de braços no solo;
    • 5 - Flexões de braços na barra;
    • 35 - Flexão e extensão de pernas com salto;
    • 40 - Abdominais em 1 minuto;
    • Percorrer 15 Km armado, equipado e com 10 Kg de carga em 120 minutos;
    • Passagem de Pórtico (5 metros de altura);
    • Salto de vala (3 metros de comprimento);
    • Natação 25 metros (em fato de banho);
    • Natação 10 metros em imersão (em fato de banho);
    • Salto para a água de uma altura de 8 metros;
    • Passagem de Túnel Labirinto;
    • Salto para o galho;
    • Realização do obstáculo "Tarzan" com rede de desembarque;
    • Subida a corda vertical de 5 metros, com ajuda dos pés;
    • Realização de "escalada" em parede artificial até 5 metros de altura.

CURSO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS (13 / 15 semanas)

O Curso habilita o militar a executar missões de âmbito estratégico, operacional ou tático, com elevado grau de independência e em condições de grande risco e em que sejam necessárias diversas qualidades, nomeadamente: espírito de sacrifício, adaptação, tenacidade, vontade forte e constante, rusticidade e resistência, sobriedade e discrição, camaradagem e coesão.

Os militares são instruídos a integrar Forças de Operações Especiais na execução de Operações Especiais de ação direta, na retaguarda das forças inimigas, nomeadamente, ações de reconhecimento especial, de ataque ou destruição de objetivos críticos e elevada complexidade, de preparação de atuação de outras forças, de libertação e recuperação de prisioneiros, de salvamento e recolha de pessoal.

São igualmente habilitados a utilizar técnicas de infiltração e exfiltração. Sobreviver, utilizando os recursos disponíveis no terreno, em situação de campanha e isolamento ou perda de contacto com a cadeia de comando.

O curso tem a duração de aproximadamente 13 semanas (68 dias úteis) para a categoria de Praças e aproximadamente 15 semanas (77 dias úteis) para as categorias de Sargentos e Oficiais.

Em caso de não aproveitamento ou exclusão, o militar regressa à sua situação anterior.

REMUNERAÇÕES

* O suplemento de residência é atribuído exclusivamente a militares colocados fora da sua Área Geográfica de Prestação de Serviço Preferencial (AGPSP) e a distância seja mais de 100 km entre a AGPSP os limites do Concelho onde tem a sua residência habitual.

Se necessitares de mais informações podes consultar este link ou então contactar-nos!

UNIDADES DE FORMAÇÃO

UNIDADES DE COLOCAÇÃO

Os militares, após a conclusão da formação, desempenharão as suas funções durante no mínimo 2 anos no Centro de Tropas de Operações Especiais, findos os quais poderão pedir transferência para as diversas unidades do Exército. Ao longo da carreira prestada no Exército, será proporcionada a frequência de diversas ações de formação gratuitas, de modo a que os militares possam desempenhar melhor as suas funções.

CANDIDATA-TE JÁ!

MAIS FORÇAS ESPECIAIS

COMANDOS

VER MAIS

PARAQUEDISTAS

VER MAIS