Exército Português

Agosto de 2020

A Biblioteca do Exército destaca a obra A II Guerra Mundial nos Açores: Receios, privações e miséria num ambiente de prevenção armada, de Sérgio Rezendes.

"Isolados no Atlântico Norte, os Açores sempre padeceram em contexto de luta pelo domínio dos mares. Durante a II Guerra Mundial, esta realidade não foi diferente. A interação das autoridades civis e militares perante uma mudança imposta por pressões exteriores evidencia a especificidade e vulnerabilidade do seu povo mediante fatores de ordem externa e interna, anómalos ao país e induzidos pela guerra: bloqueio económico, falta de matérias-primas, de géneros alimentares, rarefação de transportes, inflação, mercado negro, quebra de poder de compra e agitação social, entre mais."

 

 

Julho de 2020

 

A Biblioteca do Exército destaca a obra O General do Exército Morto, de Ismail Kadaré, com tradução de Artur Lopes Cardoso.

​"Vinte anos após a derrota da Itália na Segunda Guerra Mundial, um general italiano é enviado à Albânia para recuperar os corpos dos soldados italianos aí abandonados. Aí se cruzará com um general alemão incumbido de tarefa semelhante. Ismail Kadaré observa com ironia feroz o espetáculo de drama e comédia que é a tarefa dos generais dos exércitos mortos."

 

Junho de 2020

 

A Biblioteca do Exército destaca a obra A guerra pela opinião pública, de Benoit Royal.

"Em uma democracia, o povo é soberano e não passa um dia sem que sua opinião seja consultada, dissecada, decifrada. Para conquistá-lo, o espaço da mídia tornou-se o campo de batalha de uma guerra onde todos os golpes são permitidos: argumentação, sedução, demagogia, manipulação..."

Maio de 2020

 

A Biblioteca do Exército destaca a obra A Escalada, de Hermann Kahn.

"(...) pede-nos aqui que encaremos firme e friamente os terrores de um mundo plenamente capaz de cometer o suicídio. Sua mensagem é clara: o aniquilamento termonuclear não tem probabilidade de acontecer inesperadamente, mas as nações-líderes podem preferir a escalada ao inferno."

Março/Abril de 2020

 

A Biblioteca do Exército destaca a obra Escola de chefes, de G. Courtois e tradução de Fernando Ferraz.

"Nos nossos dias, tanto nas empresas particulares como nos quadros administrativos, quer se trate dum movimento de jovens, quer se trate duma organização social, o problema dos quadros é duma palpitante actualidade e cruciante agudeza.
Por temperamento, o português possui na riqueza das suas tonalidades e em grau privilegiado - a história tem-no comprovado - as coordenadas que fazem os verdadeiros chefes.
No entanto, todos nos encontramos a lamentar uma grande falta de chefes. Porquê?"

 

Fevereiro de 2020

 

A Biblioteca do Exército destaca a obra A era dos extremos: história breve do século XX: 1914-1991, de Eric Hobsbawm e tradução de Marcos Santarrita.

"A Era dos Extremos constitui um balanço da época que decorreu entre o início da Primeira Guerra Mundial e a Queda do Muro de Berlim, que balizam este “Século breve". A obra culmina com uma antevisão do que será o século XXI, baseada numa argumentação solidamente fundamentada."

Janeiro de 2020

 

A Biblioteca do Exército destaca a obra Depois da queda - a União Europeia entre o Reerguer e a Fragmentação, de Viriato Soromenho-Marques.

"(...) A UE jaz à beira de um declive para onde resvalará se o presente rumo não for alterado, daí resultando uma fragmentação de consequências negativas imprevisíveis, mas com toda a certeza de enorme impacto (...)"

​Novembro de 2019

A Biblioteca do Exército destaca a coleção Uniformes do Exército Português, 1888 - 1894, de Pedro Soares Branco; apresentada em 2 tomos: Tomo 1 (1888 a 1892) e Tomo 2 (1892 a 1894).

 

​Outubro de 2019

 

A Biblioteca do Exército destaca a coleção O mundo secreto: uma história da espionagem, de Christopher Andrew; apresentada em 2 volumes: 1.º vol.: Dos espiões da Bíblia às grandes potências (1890-1909), tradução de José Mendonça da Cruz e 2.º vol.: Da Primeira Guerra Mundial até à atualidade, tradução de João van Zeller.

Setembro de 2019


A Biblioteca do Exército destaca a edição especial do Jornal do Exército, Joaquim Mouzinho de Albuquerque: campanhas de Moçambique no fim do sec. XIX, no âmbito das comemorações da Arma de Cavalaria.

Agosto de 2019

A Biblioteca do Exército destaca o livro “Pensar a Defesa Nacional, pensar as Forças Armadas" do General José Luiz Pinto Ramalho.

"O conjunto de visões reunidas neste livro, amplas, fundamentadas, objectivas, sérias, é oportuno e crucial num momento delicado em que vários factores - entre eles, demagogia e ignorância - tendem a desvirtuar a real importância das Forças Armadas e a obscurecer o imperativo estratégico da Defesa Nacional".

Junho de 2019

A Biblioteca do Exército disponibiliza, através da Biblioteca Digital do Exército, O Exército Portuguez, o Jornal Quinzenal Biographico, Scientifico e Noticioso destinado aos Exércitos do Continente e Ultramar, produzido entre os anos de 1878 e 1895, num total de 17 volumes.

 

 

 

​Maio de 2019

O Exército Português, através da Biblioteca do Exército, associa-se à Comemoração do Dia da Língua Portuguesa, destacando as Coleções temáticas de Língua Portuguesa que se encontram disponíveis para consulta.

As coleções digitais incluem: mapas, fotografias, livros e plantas do património militar edificado (ex: Angola – 1045 objetos digitais, Cabo Verde – 147, Moçambique – 638 e São Tomé e Príncipe – 30). As Coleções Gerais incluem essencialmente publicações impressas (ex: Brasil – 488 registos, Guiné-Bissau – 292, Timor Leste – 194, Macau – 328 e Índia Portuguesa – 410).

 

Março de 2019

A Biblioteca do Exército destaca o livro “Geopolítica Mundial e do Brasil no século XXI. O improvável é possível" de Carlos Patrício Freitas Pereira.

«O autor aborda o pretérito, a conjuntura atual e os fatos portadores de futuro relativos aos centros de poder mundiais e regionais para formular cenários que definem as principais tendências do século XXI, até o ano 2040, em particular as que mais poderão afetar o destino do Brasil como potência mundial.»

 

 

 

Fevereiro de 2019

A Biblioteca do Exército destaca o livro “As voltas do Passado. A guerra colonial e as lutas de libertação", organização de Miguel Cardina e Bruno Sena Martins.

«Mais de 40 anos passados, o que sabemos sobre a guerra colonial e as lutas de libertação? O que se perdeu entre o silenciamento de amplas vertentes do conflito? Nos diferentes lugares, que memórias persistem da guerra que mudou a face de Portugal e que foi crucial para as independências de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe?

A partir das datas marcantes da fase final do colonialismo, dezenas de autores de diferentes origens e áreas do conhecimento questionam a história e o legado desses tempos de mudança.»

 

Janeiro de 2019

A Biblioteca do Exército disponibiliza, um “Relatório Geral de Actividades" coordenado pelo Alto Comissário para os Desalojados, que apresenta as acções desenvolvidas pelo Comissariado para os Desalojados e Instituto de Apoio ao Retorno de Nacionais (IARN), desde a sua criação (Março de 1975) até 31 de Dezembro de 1978.

 

Dezembro de 2018

 

A Biblioteca do Exército disponibiliza, através da Biblioteca Digital do Exército, a Revista de Infanteria (1898 a 1913) e a Revista de Infantaria (1934 a 1969) .

 

Novembro de 2018

A Biblioteca do Exército destaca as obras do General Loureiro dos Santos, por ocasião da sua morte.

Outubro de 2018

A Biblioteca do Exército destaca o livro “A guerra na antiga Jugoslávia vivida na primeira pessoa.  Testemunhos de militares portugueses ao serviço das Nações Unidas", com a coordenação de Carlos Branco, Henrique Santos e Luís Eduardo Saraiva.

«Este livro serve para preservar a memória, um elixir contra o esquecimento, para que as gerações vindouras saibam um pouco melhor o que ali se passou; para vincar a satisfação da missão cumprida; para honrar o companheirismo, a amizade e o espirito de sacrifício. E não é pouco.»

 

Setembro de 2018

 

A Biblioteca do Exército destaca o livro “Com que Gás se move o Sistema Mundial" de Eduardo Caetano de Sousa.

 «… o Gás Natural é uma arma silenciosa, mas demasiado poderosa no quadro geopolítico internacional, usada pelos grandes interesses económicos e pelas potências mundiais no atual Sistema Internacional.»

 

 

Julho de 2018

 

A Biblioteca do Exército acaba de publicar a obra “Libros relege, volve, lege: o livro antigo na Biblioteca do Exército", com o objetivo de contribuir para o conhecimento, o estudo, a divulgação e a valorização da sua coleção, constituída por 1400 títulos (aproximadamente 2700 volumes), impressos e manuscritos entre 1543 e 1800.

 

 

Junho de 2018


A Biblioteca do Exército disponibiliza, através da Biblioteca Digital do Exército, as Revistas de Artilharia desde 1904 até 2017, resultante do protocolo de colaboração assinado entre o Exército e a Revista de Artilharia, em Novembro de 2017.

Abril de 2018

A Biblioteca do Exército destaca o livro "A Primeira Guerra Mundial" de John Keegan e tradução de Maria Fernanda Rollo e Ana Paula Dias.

Jonh Keegan, antigo docente da Academia Militar de Sandhurst e especialista em assuntos de Defesa do The Daily Telegraph, dá-nos neste livro um panorama completo e claro destes quatro anos que transformaram a história do nosso mundo.

A presente edição é enriquecida com um texto em que se analisa a participação portuguesa na guerra e as suas consequências para o futuro de Portugal.

 

 

Março de 2018

A Biblioteca do Exército destaca o livro "Atlas das nações sem Estado na Europa", dirigido por Mikael Bodlore-Penlaez e traduzido por Fernando Corredoira e Abrahan Bande.

Nesta Europa dominada pelas nações com Estado, a evidência de que há comunidades humanas inteiras que não gostam das realidades políticas em que vivem, a maioria das vezes em virtude de tétricas histórias registadas no passado, obriga a recear da condição acreditavelmente democrática de quem considera que os Estados e as suas fronteiras são sagrados. Assim sendo, bem pode dizer-se que este livro é uma ferramenta político-reivindicativa de primeiro relevo (Carlos Taibo).

 

Janeiro de 2018

A Biblioteca do Exército destaca os livros "O General Ramalho Eanes e a História Recente de Portugal" de M. Vieira Pinto e "Ramalho Eanes, o último General" de Isabel Tavares.

O primeiro livro, constituído por 2 volumes, “é uma tentativa de registar, analisar e apreciar a vida pública de um cidadão, nas suas actividades de natureza militar, político-militar e política (incluindo as que desenvolveu depois de ter cessado funções como Presidente da República), bem como das respectivas motivações e objectivos".

O segundo é uma biografia, que se baseia “em dezenas de entrevistas para contar os desafios que António Ramalho Eanes, o primeiro presidente da República português eleito democraticamente, enfrentou ao mesmo tempo que foi construindo a sua personalidade e descobrindo a sua vocação".

 


  

Outubro de 2017

A Biblioteca do Exército destaca o livro "Portugal visto pela CIA", de Luís Naves.

Nesta recolha e análise de documentos inéditos ou só recentemente divulgados pela CIA, abrangendo quatro décadas (até meados dos anos 1980), ficamos a saber pela primeira vez como evoluiu o olhar dos Estados Unidos da América — elite governante e agências de espionagem — sobre Portugal. Mais do que um exercício de voyeurismo, este livro permite-nos perceber como foram interpretados os momentos cruciais da nossa História no século XX e como a superpotência influenciou de forma concreta a vida no nosso país durante o Estado Novo, a Guerra Colonial, a Revolução dos Cravos e a formação da Segunda República.

 

Setembro de 2017 

A Biblioteca Digital do Exército disponibiliza:


- 245 números do Boletim da Associação dos Pupilos do Exército;
- 246 números da Revista Boina Verde, do Batalhão de Caçadores Paraquedistas Nº 21;
- 28 números do Boletim Salta!, do Batalhão de Caçadores Paraquedistas, e

- o Boletim KIT-BAG do Batalhão de Caçadores Paraquedistas nº 31..

Julho de 2017 

A Biblioteca do Exército destaca, este mês, o livro "História Militar de Portugal", de Francisco Contente Domingues e João Gouveia Monteiro, com a coordenação de Nuno Severiano Teixeira.

Os historiadores Nuno Severiano Teixeira, Francisco Contente Domingues e João Gouveia Monteiro cobrem quase mil anos de História, desde 1096 aos tempos que vivemos, analisando o recrutamento e a composição dos exércitos, das armadas e, mais recentemente, da força aérea. A evolução do armamento e das tecnologias militares. A arte da guerra. As estratégias, as táticas e as operações.

 

Junho de 2017 

A Biblioteca do Exército destaca, este mês, o livro "Geopolítica de África", de Philippe Hugon com traduçao de Emanuel Pestana.


 

Esta Geopolítica de África oferece todas as chaves de aprendizagem e de compreensão de um mundo contemporâneo em plena mutação.


 

Maio de 2017 

A Biblioteca destaca 4 dos 5 livros selecionados para a atribuição do prémio “Estoril Global Issues Distinguished Book Prize".

As Conferências do Estoril promovem prémios que visam gerar pensamento, conhecimento e soluções locais. Selecionam uma pequena lista de obras para o “Estoril Global Issues Distinguished Book Prize" e destas distinguem um trabalho escrito que contribua com novas análises e pensamentos originais sobre os problemas inerentes à globalização, ajudando o mundo a melhor entender os seus riscos mais relevantes e problemas de ação coletiva.

 

Abril de 2017 

A Biblioteca do Exército destaca, este mês, o livro "A Guerra nos Balcãs : Jihadismo, Geopolítica e Desinformação : Vivências de um Oficial do Exército Português ao serviço da ONUde Carlos Branco.

 

Este livro é o relato de um conjunto de experiências, diversas entre si, muito bem descritas por quem ousou sempre assumir um registo humano, por onde perpassam sentimento e avaliação ética, de quem não se deixou envolver pelo cinismo frio do "isto é mesmo assim", com que, muitas vezes, os observadores-participantes absolvem a neutralidade das suas atitudes.

 

Março de 2017

A Biblioteca do Exército destaca, este mês, o livro "Manipulação da verdade : Operações de falsa bandeira: do incêndio no Reichstag ao golpe de estado na Turquia" de Eric Frattini.

Alguns dos acontecimentos mundiais mais importantes de que nos recordamos não aconteceram exatamente como nos foi dado a saber. As operações de falsa bandeira são tão antigas quanto a guerra, mas continuam a ser um método muito eficaz usado pelos Estados para manipular a opinião pública e justificar ações bélicas ou intervenções duvidosas.
 

​Janeiro de 2017

A Biblioteca do Exército destaca, este mês, o livro "Principles of Cybercrime" de Jonathan Clough, da Cambridge University Press.

O livro apresenta-se estruturado com os seguintes tópicos: 1. Cybercrime; 2. Computer as target; 3. Access offenses; 4. Modification or impairment of data; 5. Misuse of devices; 6. Interception of data; 7. Fraud; 8. Criminal copyright infringement; 9. Spam; 10. Child pornography; 11. Grooming; 12. Harassment; 13. Voyeurism; 14. Jurisdiction.

​Dezembro de 2016

A Biblioteca do Exército destaca, este mês, o livro "Novo Atlas da Língua Portuguesa" de  Luís Antero Reto, Fernando Luís Machado e José Paulo Esperança e prefácio de Augusto Santos Silva. 

O livro, com dez capítulos, apresenta informação atualizada sobre muitos aspetos da expressão global da língua portuguesa, nomeadamente o número de falantes atuais de português, 263 milhões em 2015, e a sua projeção de cerca de 490 milhões até 2100, sendo que, já em 2050, deverão ser quase 390 milhões. Uma língua global, a única sem fronteiras terrestres.

Novembro de 2016


 A Biblioteca do Exército destaca os livros "Cinco homens que abalaram a Europa" e "O Islão e o Ocidente", de Jaime Nogueira Pinto.
 

​Outubro de 2016

A Biblioteca do Exército destaca, este mês, o livro “O Exército e o azulejo - Tradição e Arte” de Augusto Moutinho Borges.  

A apresentação pública terá lugar no dia 21 de Outubro às 17h00, no Museu Militar de Elvas.  

Veja aqui a opinião dos autores.

Setembro de 2016


A Biblioteca do Exército destaca o livro "D. Pedro IV : A História não contada: O homem revelado por Cartas e Documentos", de Paulo Marcelo Rezzutti.

Julho de 2016


 A Biblioteca do Exército destaca o livro "A Guerra do Açúcar : As Invasões Holandesas no Brasil", de Carlos Daróz.


 

 

​Junho de 2016

A Biblioteca do Exército destaca o livro "O Jornalismo Português e a Guerra Colonial", organização de Sílvia Torres.

Maio de 2016

A Biblioteca do Exército destaca o livro "Portugal, os Portugueses, as opiniões públicas e a guerra de 1914 - 18" do Cor Nuno Mira Vaz.


 

​Abril de 2016


A Biblioteca do Exército destaca o livro "Resposta ao Jiadismo Radical" do Cor Nuno Lemos Pires.


 

​Março de 2016

A Biblioteca do Exército associa-se ao centenário da “Declaração de Guerra da Alemanha a Portugal" e disponibiliza: um conjunto de publicações do seu acervo sobre este tema, dois artigos com o texto da Declaração de Guerra e os Boletins Individuais de dois dos seus antigos Diretores que prestaram serviço no Corpo Expedicionário Português, evocando a sua memória.

Fevereiro de 2016

A Biblioteca do Exército destaca o livro "War and Law in the Islamic World" de Matthias Vanhullebusch.

Janeiro de 2016

A Biblioteca do Exército destaca o livro "The law of refugee status" de James C. Hathaway e Michelle Foster.

 

 
Exército Portugues
Iremos até onde a Pátria for,
e seja em paz,
ou seja em guerra,
que este clamor
vibre imortal,
de mar em mar,
de serra em serra:
Portugal! Portugal! Portugal! 

Hino do Exército, 1945,
Letra de Adolfo S. Muller
� Ex�rcito Portugu�s 2016