​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​

 

 

 

BrigMechttps://www.exercito.pt/pt/quem-somos/organizacao/ceme/cft/brigmec/bapsvc/BrigMecBrigMecBrigMecBatalhão de Apoio de Serviços<img alt="" src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/Cmdt_BApSvc.png" style="BORDER:0px solid;" />COMANDANTE <br> Tenente-Coronel <br> Homem Felix<img alt="" src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/adjCmdt_BApSvc.png" style="BORDER:0px solid;" />ADJUNTO <br> Sargento-Chefe <br> Esteves<img alt="" src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/Crascha_BApSvc_182x226.png" style="BORDER:0px solid;" /><h3 style="text-align:justify;">​Missão</h3><p style="text-align:justify;">Fornece apoio de serviços a todos os elementos orgânicos e de reforço da Brigada Mecanizada (BrigMec).</p><p style="text-align:justify;"> </p><h3 style="text-align:justify;">Historial</h3><p style="text-align:justify;">Foi no final do ano 1976, com o objetivo de cumprir o compromisso de participação no dispositivo militar da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), que se procedeu à edificação do Batalhão de Apoio de Serviços, tendo como seu primeiro líder, o Tenente Coronel de Infantaria, César Moreno. Como projeto ainda embrionário, o Batalhão era constituída apenas pela Companhia de Manutenção e por um Destacamento de Comando. </p><p style="text-align:justify;">Apesar de uma estrutura orgânica algo exígua em termos de pessoal e equipamentos para cumprimento dos objetivos estabelecidos na altura da sua criação, conseguiu-se fruto de uma vontade, dinamismo e espirito de missão muito característicos dos militares da Brigada, efetuar alguns melhoramentos, ao mesmo tempo que se desenvolvia uma intensa atividade operacional. </p><p style="text-align:justify;">De facto, já em 1977, os homens desta Unidade mostraram "de que alma e raça eram feitos", ao participarem de uma forma extremamente positiva e dinâmica, no que foi o seu primeiro grande teste: o Exercício Orion77. </p><p style="text-align:justify;">Finalmente, através do Decreto-lei 91/78 de 11 de Maio, a BMI é oficializada e por consequência o Batalhão de Apoio de Serviços, ano e meio após a sua criação, sai da “clandestinidade”. </p><p style="text-align:justify;">Tal acontecimento originou que, nesse mesmo ano, fosse efetuado o levantamento da Companhia Sanitária (CSan), proveniente do Hospital Militar Principal e da </p><p style="text-align:justify;">Companhia de Reabastecimentos e Transportes (CRT), oriunda da Escola Prática de Administração Militar. </p><p style="text-align:justify;">Estas Subunidades estavam extremamente bem equipadas e com pessoal motivado. </p><p style="text-align:justify;">Em 1979, no dia 1 de Março, foi publicada a primeira Ordem de Serviço do Batalhão. Hoje em dia, em tal data comemora-se o dia da Unidade, onde têm lugar as cerimónias militares alusivas ao acontecimento. </p><p style="text-align:justify;">Ainda durante esse mesmo ano, foi criada a última Subunidade do Batalhão - a Companhia de Administração (CAdm). </p><p style="text-align:justify;">Com o acréscimo do número de Companhias constituídas por militares de várias especialidades, nasce uma natural competitividade entre as Subunidades do Batalhão. São incentivadas diversas atividades para levantar o moral das tropas, acentua-se a instrução individual e coletiva e melhora-se a organização interna. </p><p style="text-align:justify;">O número de efetivos aumenta e dá-se início a uma das principais características da Unidade - o sucesso desportivo. Obteve-se assim o 2º lugar no campeonato regional de volley, de futebol de onze e de tiro, a par de uma classificação honrosa no futebol de salão. </p><p style="text-align:justify;">Com um aumento do efetivo, aumenta também a necessidade de ampliar as instalações. Foram então atribuídas ao Batalhão as antigas instalações da Policia do Exercito (PE). </p><p style="text-align:justify;">Dois anos depois, em janeiro de 1981, o Batalhão transfere-se para as atuais instalações, ficando em condições de cumprir plenamente a sua missão: </p><p style="text-align:justify;">“Fornecer apoio de serviços a todos os elementos orgânicos e de reforço da BMI, compreendendo o Reabastecimento, Transporte, Manutenção, Serviços de Campanha, Evacuação e Hospitalização, Administração de Pessoal e Financeira”</p>39.415080, -8.291330249730761Brigada Mecanizada Batalhão de Apoio de Serviços Santa Margarida 2250-350 Constância<p><img src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/FotoTeca/1.png" alt="" style="margin:5px;" /> </p><p><img src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/FotoTeca/2.jpg" alt="" style="margin:5px;" /> </p><p><img src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/FotoTeca/3.jpg" alt="" style="margin:5px;" /> </p><p><img src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/FotoTeca/4.jpg" alt="" style="margin:5px;" /> </p><p><img src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/FotoTeca/5.jpg" alt="" style="margin:5px;" /> </p><p><img src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/FotoTeca/6.jpg" alt="" style="margin:5px;" /> </p><p><img src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/FotoTeca/7.jpg" alt="" style="margin:5px;" /> </p><p><img src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/FotoTeca/8.jpg" alt="" style="margin:5px;" /> </p><p><img src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/FotoTeca/9.jpg" alt="" style="margin:5px;" /> </p><p><img src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/FotoTeca/10.jpg" alt="" style="margin:5px;" /> </p><p><img src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/FotoTeca/11.jpg" alt="" style="margin:5px;" /> </p><p><img src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/FotoTeca/12.jpg" alt="" style="margin:5px;" /> </p><p><img src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/FotoTeca/13.jpg" alt="" style="margin:5px;" /> </p><p><img src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/FotoTeca/14.jpg" alt="" style="margin:5px;" /> </p><p><img src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/FotoTeca/15.jpg" alt="" style="margin:5px;" /> </p>

 

 

BrigMechttps://www.exercito.pt/pt/quem-somos/organizacao/ceme/cft/brigmec/bapsvc/BrigMecBrigMecBApSvcL0|#0d0125151-4434-4fed-bf55-a08df4dbeb90|CEME:CFT:BrigMec:BApSvc4<img alt="" src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/BAPSvc/CrashaBApSvc_840x475.png" style="BORDER:0px solid;" />

Exército Portugues
Iremos até onde a Pátria for,
e seja em paz,
ou seja em guerra,
que este clamor
vibre imortal,
de mar em mar,
de serra em serra:
Portugal! Portugal! Portugal! 

Hino do Exército, 1945,
Letra de Adolfo S. Muller
© Exército Português 2018