​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​

 

 

 

BrigMechttps://www.exercito.pt/pt/quem-somos/organizacao/ceme/cft/brigmec/ctm/BrigMecBrigMecBrigMecCompanhia de Transmissões<img alt="" src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/CTm/Cmdt_CTMs.png" style="BORDER:0px solid;" />COMANDANTE <br> Capitão <br> Soeiro<img alt="" src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/CTm/AdjCmdt_CTm.png" style="BORDER:0px solid;" />ADJUNTO SARGENTO AJUDANTE Silvestre<img alt="" src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/BrigMec/CTm/Crascha_CTm_182x226.png" style="BORDER:0px solid;" /><h3>Missão</h3><p style="text-align:justify;">A Companhia de Transmissões prepara-se para executar operações em todo o espectro das operações militares, no âmbito nacional ou internacional, de acordo com a sua natureza. <br> </p><h3>Historial</h3><p style="text-align:justify;">09 de fevereiro de 1976<br>O Chefe do Estado-maior do Exército (CEME) determinou a constituição de um Comando de Brigada. <br>De acordo com as linhas orientadoras do CEME foi então definida a constituição orgânica de uma Brigada de Infantaria semi-mecanizada com o efetivo de cerca de 4.200 homens, dotada das seguintes Unidades: <br>Três Batalhões de Infantaria; <br>Um Grupo de Artilharia de Campanha; <br>Um Esquadrão de Reconhecimento;<br>Um Esquadrão de Carros de Combate Médios; <br>Um Batalhão de Apoio de Serviços; uma Companhia de Engenharia; <br>Uma Companhia de Transmissões. <br>Setembro de 1976<br>Iniciou-se o levantamento da Brigada, foram colocados dois Oficiais de Transmissões no Quartel General da 1ªBMI (QG/1ªBMI) com destino à Companhia de Transmissões. <br>Julho de 1977<br>Foram colocados mais seis Sargentos, doze Operadores de Transmissões e cinco Condutores Auto, tendo ainda recebido 4 viaturas "BERLIET" equipadas com os rádios E/R TR-15; TR-26-IRET e Central Telefónica Manual BL-10M/65. <br>O pessoal ficou adido à Companhia de Comando e Serviços do QG/1ªBMI (CCS/QG/1ªBMI) e instalado numa caserna do Campo de Instrução Militar.<br>Com este pessoal e equipamento participou a Companhia de Transmissões no que seria o seu primeiro exercício “ORION 77”. <br>02 novembro de 1978<br>Feita a publicação da primeira Ordem de Serviço. <br>Agosto de 1979<br>Abandonou as instalações da CCS/QG/1ªBMI e instalou-se provisoriamente no Aquartelamento onde estava instalado o Batalhão de Apoio de Serviços da 1ªBMI e posteriormente a 4ª Bateria do Grupo de Artilharia de Campanha. <br>Setembro de 1979<br>Viria a ficar com o seu Quadro Orgânico (QO) de pessoal completo, sendo composto por 8 Oficiais, 20 Sargentos e 80 Praças articulando-se em: um Comando, um Pelotão de Centro de Transmissões, um Pelotão Rádio, um Pelotão de Instalação de Cabos e uma Secção de Transmissões da Brigada. <br>11 março de 1988<br>Foi aprovado novo QO que difere do anterior por ter mais um Pelotão de Feixes Hertzianos e um Destacamento de Guerra Eletrónica. O seu efetivo orgânico passou a ser de 9 Oficiais, 36 Sargentos e 158 Praças. <br>Ao longo do ano de 1988 ocupou definitivamente as atuais instalações.<br>10 de março de 1998<br>Por despacho de S. Exª o General CEME foi aprovado novo Quadro Orgânico com o efetivo de 8 oficiais, 37 sargentos e 111 praças. <br>15 de fevereiro de 2009<br>Por despacho de S. Exª o General CEME foi aprovado Quadro Orgânico de 15FEV09 com o efetivo de 5 oficiais, 35 sargentos e 65 praças. Este Quadro Orgânico difere em muito do anterior. Além da redução do quantitativo do pessoal, os Pelotões passaram a designar-se: Pelotão de Centros Nodais, Pelotão de Sistemas de Área Local e o Pelotão de Apoio.<br>15 de fevereiro de 2016<br>Por despacho de S. Exª o GEN CEME, foi aprovado o novo (QO N.º 09.04.02 de 15Fev16), com um efetivo de 05 Oficiais, 21 Sargentos e 37 Praças.</p>39.416180, -8.297151249730786Brigada Mecanizada Companhia de Transmissões Santa Margarida 2250-350 Constância

 

 

BrigMechttps://www.exercito.pt/pt/quem-somos/organizacao/ceme/cft/brigmec/ctm/BrigMecBrigMecCTmL0|#0ecaf8cba-01d3-49f9-a822-b057f97a4a51|CEME:CFT:BrigMec:CTm4<img alt="" src="http://inter-assets/SiteAssets/BrigMec/CTm/CrashaCTm_840x475.png" style="BORDER:0px solid;" />

Exército Portugues
Iremos até onde a Pátria for,
e seja em paz,
ou seja em guerra,
que este clamor
vibre imortal,
de mar em mar,
de serra em serra:
Portugal! Portugal! Portugal! 

Hino do Exército, 1945,
Letra de Adolfo S. Muller
© Exército Português 2018