​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​

 

 

 

CFThttps://www.exercito.pt/pt/quem-somos/organizacao/ceme/cft/re1/CFTCFTCFTRegimento de Engenharia N.º 1<img alt="" src="http://inter-assets/SiteAssets/RE1/Comandante.png" style="BORDER:0px solid;" />COMANDANTE <br> Coronel <br> Paulo de Almeida<img alt="" src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/RE1/SMor.png" style="BORDER:0px solid;" />ADJUNTO <br> Sargento-Mor <br> Costa Viães<img alt="" src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/RE1/Bras%c3%a3o%20RE1.png" style="BORDER:0px solid;" /><h3 style="text-align:justify;">​Missão<br></h3><p style="text-align:justify;">Aprontar o Comando de Batalhão de Engenharia, a 1ª Companhia de Engenharia de Apoio Geral, a Companhia de Pontes, a Companhia de Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica, o Grupo de Equipas de Inativação de Engenhos Explosivos, a Companhia de Engenharia de Combate Ligeira e a Companhia de Engenharia de Apoio Militar de Emergência.</p><h2></h2><h3 style="text-align:justify;">Historial </h3><p style="text-align:justify;"> </p><p style="text-align:justify;">O Regimento de Engenharia N.º1 é o legítimo herdeiro das gloriosas tradições da primeira Unidade de Engenharia do Exército Português. </p><p style="text-align:justify;">Em 24 de Outubro de 1812 é criado o Batalhão de Artífices Engenheiros do qual brotaram as raízes do atual Regimento de Engenharia N.º1. </p><p style="text-align:justify;">Em 18 de Julho de 1834 passa a designar-se por Batalhão de Sapadores e, em 1869, por Batalhão de Engenharia. </p><p style="text-align:justify;">Em 31 de Outubro de 1884 Fontes Pereira de Melo criava o primeiro Regimento de Engenharia que incluía uma Companhia de Caminhos de Ferro, antecessora do notável Batalhão de Sapadores de Caminhos de Ferro que, até à sua extinção em 1977, gerou património e tradições das quais o RE1 se orgulha de ser herdeiro. </p><p style="text-align:justify;">Em 1911 o Regimento é transformado no Batalhão de Sapadores Mineiros. </p><p style="text-align:justify;">Em 1913 torna-se no Regimento de Sapadores Mineiros. </p><p style="text-align:justify;">O Regimento de Sapadores Mineiros e o Batalhão de Sapadores de Caminhos de Ferro tomam parte ativa na 1ª Grande Guerra. </p><p style="text-align:justify;">Em 1 de Março de 1940 o Regimento de Sapadores Mineiros dá origem ao Regimento de Engenharia N.º2.</p><p style="text-align:justify;">Por Portaria de 24 de Outubro de 1947 a Unidade passa a designar se Regimento de Engenharia N.º1.</p><p style="text-align:justify;">Durante as campanhas de África este Regimento foi a Unidade mobilizadora da quase totalidade das Companhias de Engenharia que participaram na guerra na Guiné, Angola e Moçambique. </p><p style="text-align:justify;">No 25 de Abril de 1974 o Posto de Comando do Movimento das Forças Armadas esteve localizado nesta Unidade. </p><p style="text-align:justify;">A partir de 1985 o RE1 inicia trabalhos de apoio às Autarquias com base em protocolos celebrados entre o Ministério da Defesa Nacional e o Ministério do Planeamento e Administração do Território. </p><p style="text-align:justify;">Mais recentemente militares do Regimento de Engenharia N.º1 têm participado em missões de cooperação técnico militar com os PALOP e em Forças Nacionais Destacadas, nomeadamente nos Balcãs, Timor Leste, Afeganistão e Líbano.</p><p style="text-align:justify;">Na sequência do Despacho N.º 10083/2013 de 03 de julho de S. Ex.ª o MDN, o Despacho N.º 117/CEME/13 de 29 de julho determina a Criação da Escola das Armas (EA) e desativação das Escolas Práticas de Infantaria (EPI), Artilharia (EPA), Cavalaria (EPC), Engenharia (EPE), Transmissões (EPT) e do Centro Militar de Educação Física e Desportos (CMEFD), com efeitos desde 01 de outubro de 2013. Desde esta data é constituído o Polo Permanente do Prédio Militar 001 Vila Nova da Barquinha (PP PM001/VNB) no aquartelamento da ex-EPE, com responsabilidade de comando sobre o que neles permanecer e na dependência hierárquica e administrativo-logística do Regimento de Engenharia N.º 1. O PP PM001/VNB adota a estrutura organizacional da ex-EPE, com os ajustes decorrentes da extinção da Direção de Formação, Secção Logística e das competências de formação transferidas para a EA.</p><p style="text-align:justify;">Em 29Dec14, na sequência da Diretiva N.º 152/CEME/14, o Regimento de Engenharia N.º 1 transferiu-se da Pontinha/Lisboa para as instalações do PM001/VNB, adotando nova organização.</p><p style="text-align:justify;">Hoje, no Regimento de Engenharia N.º 1 em Tancos, continuam-se a formar especialistas dos três ramos das Forças Armadas, Forças de Segurança e de entidades civis ligadas à Defesa Nacional e à Proteção Civil de Portugal, e de Exércitos de Países Amigos, nomeadamente em sapadores, explosivos, demolições, minas e armadilhas, inativação de engenhos explosivos, operação de embarcações, NBQR, construções e instalações e vias de comunicação.</p>39.469788, -8.379419249730800249730898Estrada Nacional Nº3 Poligono de Tancos 2260-263 Praia do Ribatejo<p>​<img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/RE1/CDefNBQR.jpg" alt="" style="margin:5px;width:840px;height:563px;" /></p><p><img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/RE1/CEngAG%20EXERCICIO.jpg" alt="" style="margin:5px;width:840px;height:630px;" /> </p><p><img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/RE1/CEngAG%20PAOC.jpg" alt="" style="margin:5px;width:840px;height:630px;" /> </p><p> <img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/RE1/CEngCombLig.jpg" alt="" style="margin:5px;width:840px;height:473px;" /></p><p><img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/RE1/CPontes_Pel%20Fixos.jpg" alt="" style="margin:5px;width:840px;height:558px;" /> </p><p><img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/RE1/CPontes_Pel%20Flutuantes.jpg" alt="" style="margin:5px;width:840px;height:559px;" /> </p><p><img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/RE1/GrEqEOD.jpg" alt="" style="margin:5px;width:840px;height:630px;" /> </p><p><img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/RE1/Plano%20Lira.jpg" alt="" style="margin:5px;width:840px;height:504px;" /> </p>

 

 

CFThttps://www.exercito.pt/pt/quem-somos/organizacao/ceme/cft/re1/CFTCFTRE1Regimento de Engenharia N.º1L0|#0bac1639b-eddf-4901-ab9f-8bb5ea7a6614|CEME:CFT:FAP:RE14<img alt="" src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/RE1/Cart%c3%a3o_RE1.png" style="BORDER:0px solid;" />

Exército Portugues
Iremos até onde a Pátria for,
e seja em paz,
ou seja em guerra,
que este clamor
vibre imortal,
de mar em mar,
de serra em serra:
Portugal! Portugal! Portugal! 

Hino do Exército, 1945,
Letra de Adolfo S. Muller
© Exército Português 2018