​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​

 

 

 

CFThttps://www.exercito.pt/pt/quem-somos/organizacao/ceme/cft/zmm/CFTCFTCFTQUARTEL-GENERAL DA ZONA MILITAR DA MADEIRA<img alt="" src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/Cmd_ZMM/MGEN%20Clero.png" style="BORDER:0px solid;" />COMANDANTE <br> Major-General <br> Carlos Clero<img alt="" src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/Cmd_ZMM/SMOR%20Reis.png" style="BORDER:0px solid;" />ADJUNTO <br> Sargento-Mor <br> Silva Reis<img alt="" src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/Cmd_ZMM/Bras%c3%a3o_para_site.png" width="182" style="BORDER:0px solid;" /><h3 style="text-align:justify;">MISSÃO</h3><p style="text-align:justify;"> </p><p style="text-align:justify;">O Comando da Zona Militar da Madeira assegura o comando e controlo terrestre, na zona Militar da Madeira, e a preparação, o treino e o emprego das forças colocadas sob o seu comando.</p><p style="text-align:justify;"> </p><h3 style="text-align:justify;">​​SÍNTESE HISTÓRICA</h3><p style="text-align:justify;"> </p><p style="text-align:justify;">A Zona Militar da Madeira e o seu Comando são os descendentes da antiga organização dos Capitães-Donatários, a que se seguiram os Superintendentes das coisas da Guerra e os Capitães Generais do século XVI ao século XVII. </p><p style="text-align:justify;">As responsabilidades do governo militar e civil do arquipélago ficaram então depositadas até 1836 numa única pessoa, o Governador Militar da Madeira. Com o agitado período das guerras liberais e com a ascensão ao poder desta nova mentalidade política foi sentida a necessidade de separação dos dois poderes, criando-se então os dois cargos de Governador Civil e Militar e repartindo-se o Palácio-Fortaleza de São Lourenço entre as duas Entidades. </p><p style="text-align:justify;">A importância atribuída ao Comando Militar da Madeira aumentou francamente sob o ponto de vista estratégico, a partir do último quartel do século XIX, dadas as evoluções dos meios de transporte marítimo, aéreo e das comunicações por cabo submarino.</p><p style="text-align:justify;">O decreto-lei nº 44190, de 16 de Fevereiro de 1962, embora alterando algo do que era determinado no anterior, alterou a designação Comando Territorial Independente da Madeira. </p><p style="text-align:justify;">Em Maio de 1970, a nova Organização Territorial do Exército cria as atuais Zonas Militares passando este Comando a designar-se Zona militar da Madeira.</p>32.647281, -16.909865291 204 900291 231 339Palácio de São Lourenço, Apartado 234 9001-903 Funchal Portugal<p>​<img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/Cmd_ZMM/04122014%20Lusitano14%20carlospinto%2012.png" alt="" style="margin:5px;" /><img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/Cmd_ZMM/CAVE%20%2890%29.JPG" alt="" style="margin:5px;width:600px;" /><img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/Cmd_ZMM/IMG_0505.png" alt="" style="margin:5px;" /><img src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/Cmd_ZMM/IMG_6335.png" alt="" style="margin:5px;" /></p>

 

 

CFThttps://www.exercito.pt/pt/quem-somos/organizacao/ceme/cft/zmm/CFTCFTQG ZMMQUARTEL-GENERAL DA ZONA MILITAR DA MADEIRAL0|#085a888a3-1eb6-46be-abc1-492c9a1c8f72|CEME:CFT:QG ZMM4<img alt="" src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/Cmd_ZMM/Cart%c3%a3o_ZMM.png" style="BORDER:0px solid;" />
ZMMhttps://www.exercito.pt/pt/quem-somos/organizacao/ceme/cft/zmm/rg3/ZMMZMMRG3REGIMENTO DE GUARNIÇÃO Nº3L0|#005bdf888-2b6a-4591-84b3-39c4a418cada|CEME:CFT:ZMM:RG34<img alt="" src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/RG3/fotos/Cart%c3%a3o_RG3.png" style="BORDER:0px solid;" />
ZMMhttps://www.exercito.pt/pt/quem-somos/organizacao/ceme/cft/zmm/unap/ZMMZMMUnAp / QG ZMMUNIDADE DE APOIO / QG ZMML0|#0485008b1-dbeb-419a-87db-9b7136cc0914|CEME:CFT:ZMM:UnAp4<img alt="" src="http://assets.exercito.pt/SiteAssets/UnAp_ZMM/Cart%c3%a3o_UNAPZMM.png" style="BORDER:0px solid;" />

Exército Portugues
Iremos até onde a Pátria for,
e seja em paz,
ou seja em guerra,
que este clamor
vibre imortal,
de mar em mar,
de serra em serra:
Portugal! Portugal! Portugal! 

Hino do Exército, 1945,
Letra de Adolfo S. Muller
© Exército Português 2016